sexta-feira, 24 de julho de 2009

Poema...



Se uma criança vive sendo criticada

Aprende a condenar.

Se uma criança vive com hostilidade

Aprende a brigar.

Se uma criança vive envergonhada

Aprende a sentir-se culpada.

Se uma criança vive com tolerância

Aprende a confiar.

Se uma criança vive valorizada

Aprende a valorizar

Se uma criança vive com igualdade

Aprende a ser justa.

Se uma criança vive em segurança

Aprende a ter fé.

Se uma criança vive com compreensão

Aprende a acreditar em si própria.

Se uma criança vive com amizade e carinho

Aprende a encontrar amor no mundo.

(Vida Rural)


Cyberbullying

video

Você sabe o que é Cyberbullying?

O cyberbullying é a forma virtual de praticar Bullying. Uma modalidade que vem preocupando especialistas, pais e educadores, em todo o mundo, por seu efeito multiplicador do sofrimento das vítimas. Na sua prática utilizam-se das modernas ferramentas da Internet e de outras tecnologias de informação e comunicação, móveis ou fixas, com o intuito de maltratar, humilhar e constranger. É uma forma de ataque perversa que extrapola em muito os muros da escola, ganhando dimensões incalculáveis.

Em que o Cyberbullying difere do Bullying?

A diferença está nos métodos e ferramentas utilizadas pelos praticantes. O Bullying ocorre no mundo real enquanto que o cyberbullying ocorre no mundo virtual. Geralmente, nas demais formas de maus-tratos, a vítima conhece seu agressor, mesmo que os ataques sejam diretos ou indiretos. No Cyberbullying, os agressores se motivam pelo “anonimato”, valendo-se de nomes falsos, apelidos ou fazendo-se passar por outras pessoas.

Você sabia que pessoas muito conhecidas suas e famosas também sofreram bullying?

Bullying é o uso do poder ou da força para intimidar ou perseguir os outros na escola (school place bullying) ou no trabalho (work place bullying). As vítimas dessa intimidação repetida e recorrente são normalmente pessoas que sem defesas são incapazes de motivar outras para agir em seu apoio.

A revista Marie Claire, edição inglesa de março de 2004, publicou as seguintes fotos de 8 vítimas de bullying, que mostram bem a universalidade do problema.